fbpx

Notícias

Vencedora do Concurso de Trabalhos Acadêmicos da ABCZ Jovem é recém-formada pela Fazu

//
Comentário0
/
Categorias,

Valesca Vilela Andrade, recém-formada em Zootecnia pela Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), foi a vencedora do 1º Concurso de Trabalhos Acadêmicos promovido pela ABCZ Jovem. O trabalho campeão foi desenvolvido na fazenda escola da Fazu e teve como objetivo identificar as diferenças entre as novilhas da raça Gir Leiteiro mantidas em confinamento. Os orientadores do trabalho premiado foram Leonardo de Oliveira Fernandes, doutor em zootecnia, professor da Fazu e pesquisador da EPAMIG, e Juliana Jorge Paschoal, doutora em qualidade e produtividade animal e professora da Fazu. “É gratificante! Graças a Deus deu tudo certo, agradeço a oportunidade de estar aqui divulgando o resultado do meu trabalho realizado na faculdade. É uma honra receber o prêmio desse primeiro concurso”, comemorou a vencedora que recebeu como gratificação um cheque de R$ 1.000,00.

O concurso teve o tema “Crescimento sustentável – soluções para produção de carne e leite”. Participaram da competição alunos e ex-alunos de graduação em cursos de ciências agrárias do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), Universidade de Uberaba (Uniube) e Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu). Para os ex-alunos, a exigência era ter concluído o curso superior em no máximo dois anos.

Valesca conta que foi informada sobre 1º Concurso de Trabalhos Acadêmicos promovido pela ABCZ Jovem, e logo inscreveu o trabalho. “Foi uma responsabilidade grande, pois estaria representando a instituição na qual me formei, então ser premiada foi gratificante, emocionante, sensação de que o que me propus a fazer foi realizado, o esforço foi recompensado e que vale a pena se dedicar. Aproveito aqui para agradecer a Fazu pela oportunidade de representá-la, pela confiança, agradeço também a ABCZ Jovem pela realização do concurso que nos deu a oportunidade de apresentar nossos trabalhos publicamente e, além disso, receber uma premiação, tornando-se assim um incentivo, agradeço mais uma vez aos meus orientadores, a premiação se deve a vocês”, agradece a ex-aluna.

Os trabalhos foram analisados por uma banca avaliadora composta por Marcel Ribeiro, membro do grupo diretivo da ABCZ Jovem, Fernanda Merlo, técnica da ABCZ, e Aryanna Sangiovani Ferreira, gerente de desenvolvimento e pesquisa do Centro de Referência da Pecuária Brasileira.

Sobre Valesca Vilela Andrade

Natural de Prata/MG, Valesca tem 24 anos e escolheu fazer o curso de Zootecnia pelo fato de gostar de animais, principalmente gado leiteiro. “Cresci na fazenda, meu avô paterno e meu pai sempre trabalharam com pecuária, principalmente com a produção de leite, então quando chegou o momento de decidir o que fazer me falaram sobre o curso e quando comentei com meu pai ele disse que seu sonho era fazê-lo em Uberaba, na Fazu, então pesquisei sobre, prestei o vestibular, fui aprovada, visitei a faculdade e suas instalações, fui muito bem recebida, tudo me agradou então me ingressei”, relembra.

Segundo Valesca, ela sempre morou em fazenda, então desde cedo a ex-aluna possui esse contato com a natureza e os animais. “Ia para o curral com o meu pai, mesmo que fosse só para ficar olhando, com o tempo fui aprendendo um pouco das atividades que eram realizadas, como ordenhar vaca, andar a cavalo, e logo já comecei a ajudar também”.

A recém-formada conta um pouco sobre a relação com a Fazu. “Sempre tive um bom relacionamento com o corpo docente e os demais funcionários, a Fazu proporciona várias oportunidades de aprendizagem dentro e fora da sala de aula, professores de qualidade, que transmitem aos alunos seus conhecimentos da melhor maneira e sempre nos incentivando. Ingressei em 2011, no meio dessa caminhada tranquei minha matrícula, fiquei dois anos afastada, mas retornei aos estudos concluindo agora em agosto de 2017 a minha formação”, afirma Valesca.

Como recém-formada Valesca destaca que está atrás dos seus objetivos, e no momento realizar o mestrado é um deles. “Na zootecnia a pecuária leiteira, pela influência da minha família e o contato que sempre tive foi a que mais me despertou interesse. Até mesmo meu trabalho de conclusão de curso foi realizado com uma raça com aptidão leiteira, Gir Leiteiro. O trabalho foi desenvolvido sob a orientação do professor Leonardo Fernandes e co-orientado pela professora Juliana Paschoal, os quais agradeço pela orientação, auxílio, disposição e transmissão de seus conhecimentos sempre que precisei e claro, por acreditarem em mim e sempre me apoiarem”.

“Gostaria de deixar uma mensagem especial, um agradecimento a todos que fazem parte dessa trajetória até aqui. Primeiramente a minha família, minha base, sem vocês nada seria possível, obrigada por tudo que me proporcionaram, todas oportunidades, ensinamentos, carinho, apoio, incentivo, “puxões de orelha”, tudo contribuiu para que esse sonho fosse realizado, muito obrigada mesmo. Como minha faculdade foi realizada em “duas etapas” deixo aqui expresso meu carinho aos colegas e amigos, sendo esses os quais ingressei a faculdade, e também aos que conheci no meu retorno, a nova turma com a qual conclui minha formação acadêmica, obrigada por todos os momentos compartilhados nessa jornada, desejo a vocês tudo de melhor sempre, muito sucesso. Ao meu namorado, Sávio, pelo apoio e palavras de incentivo, que esteve ao meu lado nessa reta final da faculdade. Aos professores que ao longo dessa caminhada estiverem sempre ali dispostos, transmitindo seus conhecimentos e me incentivando, só tenho a agradecer, obrigada. E aos demais amigos, que sempre torceram pelo melhor para mim, deixo aqui meu carinho a vocês”.

Deixe uma resposta