Fazu News

Saiba o que acontece na Fazu

Professor da Fazu visita propriedades de pecuária de corte e leite durante o mês de dezembro/2018

//
Postado por
/
Comentário0
/
Categorias

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, realizou visitas em propriedades de pecuária de corte e leite, e de criação de equinos, durante o mês de dezembro de 2018. As atividades foram realizadas nas seguintes propriedades: Fazenda São Joaquim; Fazenda Panorâmica do Turvo; Fazendas São Francisco e Santo Antônio e Fazenda Santa Vitória, do Grupo Soave.

Fazenda São Joaquim

No dia 19 de dezembro o professor Adilson Aguiar esteve em uma propriedade no município de Jandaia, na Fazenda São Joaquim, propriedade de Ademar Pereira Leal Filho, também proprietário da empresa Campo Rações e Minerais. Esta propriedade possui uma área de 203 hectares úteis, todos explorados com pastagens manejadas intensivamente. A atividade exclusiva é a pecuária de corte nas fases de recria e engorda de machos e fêmeas.

De acordo com o professor Adilson, a gestão da atividade pecuária é feita pelo proprietário, Ademar Filho. Durante esta visita, além do proprietário e de sua equipe, muita enxuta, composta por apenas três funcionários, Geneci (gerente de produção), Adriano (serviços gerais) e senhora Geralda (caseira), o professor Adilson e seu colega Lucas Castro, estavam acompanhando a visita Alaor Ávila Filho e Ricardo Heise, amigos do proprietário Ademar, e também clientes do professor Adilson, além de alguns integrantes da equipe da Campo Rações.

“No dia deste trabalho o rebanho da fazenda somava 1.287 cabeças, pastejando em 203 ha de área útil, com taxas de lotação de 6.3 cabeças/ha e 3.6 UA/ha. Nas últimas duas safras (2016/2017 e 2017/2018) a produtividade da terra desta propriedade foi acima de 45 arrobas/ha”, destaca o professor Adilson.

Fazenda Panorâmica do Turvo

No dia 20 de dezembro o professor Adilson e seu colega Lucas Castro, da Lancer Consutoria, trabalharam em uma propriedade no município de Indiara, estado de Goiás, a Fazenda Panorâmica do Turvo, propriedade de Alaor Ávila Filho. Esta propriedade pode ser considerada uma referência em integração de atividades e uso intensivo da terra.

“São 824 hectares úteis, os quais nesta safra 2018:2019 estão sendo cultivados 44 ha de canavial para usina; 252 ha cultivados com soja sob sequeiro e 249 ha irrigados por pivô central, para a produção de grão. Nos pivôs é feita a integração de três cultivos anualmente: tomate, seguido por pastagem de inverno para a produção de carne, seguido pelo cultivo de soja”, afirma Aguiar.

Segundo informações do professor, na safra 2017/2018 a produtividade de soja sob irrigação foi acima de 80 sacas/ha, e sob sequeiro foi acima de 70 sacas/há. A área restante é ocupada por pastagens perenes somando 183 ha e outras áreas (estradas, corredores, ocupadas com benfeitorias, e edificações). Na safra 2017/2018, em 317 dias a produtividade da terra de pastagens foi de 22 arrobas/há.

“O uso e exploração da terra no futuro está planejado assim: 500 ha de cultivos agrícolas irrigados por pivô central; 175 ha de pastagens perenes exploradas intensivamente; 44 ha de canavial arrendados para usina e o restante da área será cultivada para a produção de grãos de milho e soja sob sequeiro”, conta o professor Adilson.

No dia da visita, em apenas 188 ha de pastagens estavam pastejando um rebanho de 1.411 animais pesando em média 200 kg, em uma taxa de lotação de 7.5 cabeças/ha e 3.3 unidades animais/ha (UA/ha). Os animais estavam sendo suplementados com suplemento múltiplo de baixo consumo (0,1% do peso corporal).

A gestão da propriedade é feita pelo proprietário e por um sócio/parceiro Ricardo Heise, que faz todos os controles de dados, informações e cálculo dos indicadores técnicos e econômicos.

Fazendas São Francisco e Santo Antônio

Nos dias 26 e 27 de dezembro o professor Adilson Aguiar retornou às Fazendas São Francisco e Santo Antônio, em Mogi Mirim, estado de São Paulo para dar andamento no programa de consultoria técnica/econômica nos projetos destas duas propriedades. Este foi o quarto trabalho nestes projetos no ano de 2018.

“As Fazendas São Francisco e Santo Antônio são de propriedade do senhor  Antônio Carlos Canto Porto Filho, que administra em conjunto com dois dos seus filhos. Na Fazenda São Francisco são desenvolvidas várias atividades, tais como o projeto de produção de leite com vacas Gir e Girolando, o programa de transferência de embriões, de FIV, destas raças, e o projeto do núcleo de seleção de equinos da raça Crioulo, e a In Vitro Clone, entre outras”, comenta o professor.

No dia desta visita as Fazendas Santo Antônio e São Francisco estavam produzindo quase 9.000 litros/dia com 353 vacas em lactação com produtividade média por vaca de 25 litros/dia. Na Fazenda Santo Antônio as vacas estavam em pastagens de capim-tifton 85 irrigadas por pivô central com taxa de lotação de 10 cabeças/ha e 13 UA/ha e em sistema “compost barn”, enquanto na Fazenda São Francisco as vacas estavam em pastagens de capim-tifton 85 irrigadas por aspersão em malha com taxa de lotação de 13,8 cabeças/ha e 17,3 UA/ha. Nas duas fazendas as vacas em lactação estavam sendo suplementadas com silagem de milho e concentrado.

No projeto de seleção de equinos da raça Crioulo tinha um rebanho de 79 animais em pasto com taxa de lotação média de 2,6 UA/ha. A expansão do projeto de leite será feito na Fazenda Santo Antônio onde no projeto final serão ordenhadas 2.152 vacas em um sistema muito intensivo em pastagens irrigadas para a produção de um volume diário de 51.000 litros.

Os projetos das Fazendas São Francisco e Santo Antônio são gerenciados por Geraldo Donizete Marcantônio, que está à frente do projeto por 25 anos, e por um dos seus filhos, o médico veterinário Thiago Nogueira Marcantônio. O consultor Ernane Ferreira Campos, gerente de bovinos de leite da Rehagro, orienta a gestão com o uso do software Ideagri e programa nutricional de suplementação.

Neste projeto o professor Adilson orienta o manejo da pastagem nas áreas de escolha das espécies forrageiras, estabelecimento da pastagem, manejo do pastejo, correção e adubação do solo, controle de plantas invasoras e insetos pragas, etc. Também orientou a implantação da infra-estruturar de piquetes, bebedouros etc e fez a análise de viabilidade técnica e econômica do novo projeto, que está sendo implantado na Fazenda Santo Antônio.

Fazenda Santa Vitória | Grupo Soave

No dia 28 de dezembro o professor Adilson Aguiar trabalhou, pela quarta vez em 2018, no projeto de produção de leite da Família Soave. O trabalho foi conduzido nas Fazenda Santa Vitória, localizada no município de Uberlândia. O professor Adilson acompanha este projeto desde 2012 e é responsável pela orientação geral desde o seu início, mesmo antes da compra da propriedade.

“Neste projeto a raça selecionada para a produção de leite é a raça Jersey com a finalidade de produzir leite com altos teores de sólidos por vaca e por hectare. O sistema adotado é o de produção de leite em pastagens intensivas sem irrigar (para a fase de recria e vacas secas) e irrigadas por pivô central (para vacas em lactação e vacas secas) suplementando o rebanho apenas com suplementos concentrados”, destaca o professor.

Em 2018 os indicadores médios foram os seguintes: 4.32% de gordura, 3,66% de proteína, 13.5% de sólidos totais, 206 mil de CCS, 5,9 mil de CBT e NUL de 13 mg/dL, 6.362 e 6.230 litros de leite, produzidos e vendidos diariamente, respectivamente; 12,2 litros de leite produzidos/vaca/dia, vacas pesando em média 364 kg de peso corporal; produtividade de leite por funcionário de 1.888 litros de leite/dia e modelo de gestão (Planner do MDA Gestão de Explorações Leiteiras, da Clínica do Leite da ESALQ/USP, de Piracicaba).

“Apesar de ser um projeto relativamente recente, pois a primeira ordenha foi feita no dia 17/11/2015, a produção de leite diária foi de 676 litros. O crescimento neste indicador em 3 anos foi de 9,4 vezes ou 940%”, afirma.

O professor Adilson e seus parceiros orientaram a compra das propriedades, a implantação das instalações, benfeitorias e edificações, a escolha do sistema de produção, a raça e as espécies forrageiras. Além da atividade leiteira, os Soave investem nas atividades de produção de carnes de frango e suíno em sistema de integração, as quais estão também integradas com o sistema de produção de leite que usa o dejeto liquido de suínos e o esterco de aves. O próximo trabalho está agendado para o mês de março de 2019.

Deixe uma resposta

situs togel online terpercaya situs togel online terpercaya situs togel online situs togel online terpercaya situs togel online toto macau Situs togel online terpercaya TOTO MACAU situs togel online terpercaya situs togel online terpercaya judi slot deposit pulsa situs togel online terpercaya togel Online Slot terpercaya bandar togel terpercaya Situs Judi Slot Online Terpercaya judi slot online deposit pulsa situs judi togel online situs togel online terpercaya bandar togel online terpercaya bandar togel terpercaya situs togel online terpercaya bandar togel terpercaya agen slot online terpercaya Situs togel Online Terpercaya Toto Macau Situs togel online TOTO MACAU situs togel online terpercaya situs togel macau terpercaya bandar togel macau online terpercaya bandar togel singapore SGP terpercaya bandar togel macau terpercaya judi slot online deposit pulsa tanpa potongan bandar togel macau terpercaya situs togel online terpercaya Situs togel online terpercaya situs togel online terpercaya situs togel online terpercaya situs togel online terpercaya situs togel online toto macau terpercaya