fbpx

Notícias

Professor da Fazu realiza visita de rotina nos projetos das Fazendas São Francisco e Santo Antônio

//
Comentário0
/

Durante o período de férias escolares na Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), o professor Adilson de Paula Almeida Aguiar continuou o seu trabalho de atendimento a clientes, ministrando treinamentos e gravando vídeo cursos nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Nos dias 18 e 19 de dezembro o professor Adilson Aguiar retornou às Fazendas São Francisco e Santo Antônio, em Mogi Mirim, estado de São Paulo, para dar andamento no programa de consultoria técnica/econômica nos projetos destas duas propriedades. Este foi o quarto trabalho nestes projetos no ano de 2019.

As Fazendas São Francisco e Santo Antônio são de propriedade do senhor Antônio Carlos Canto Porto Filho, que administra em conjunto com dois dos seus filhos. “Nas Fazendas São Francisco e Santo Antônio são desenvolvidas várias atividades, tais como produção de leite com vacas Gir e Girolando, o programa de transferência de embriões, de FIV, destas raças, e o projeto do núcleo de seleção de equinos da raça Crioulo, e a In Vitro Clone, entre outras”, conta o professor Adilson.

A Fazenda Santo Antônio fechou o mês de novembro com produção média de 17.461 litros/dia com 714 vacas com produtividade média por vaca de 24.5 litros/dia, suplementadas com silagens e concentrados (no trabalho de setembro a produção diária estava em 15.523 litros e no trabalho de março em 8.834 litros/dia).

Na Fazenda Santo Antônio as vacas estavam em pastagens de capim-tifton 85 irrigadas por pivô central com taxa de lotação de 14.1 cabeças/ha e 16.3 UA/ha e em sistema “compost barn”, enquanto na Fazenda São Francisco bezerras e novilhas Girolando e Gir estavam em pastagens de capim-tifton 85 também irrigadas por aspersão em malha com taxa de lotação de 16.4 cabeças/ha e 6.5 UA/ha.

Na Fazenda Santo Antônio, em sistema de “compost barn” a produtividade média das vacas estava acima de 25 litros/vaca/dia. No projeto de seleção de equinos da raça Crioulo tinha um rebanho de 78 animais em pastagem de capim-tifton 85 não irrigada com taxa de lotação média de 2,55 UA/ha.

“A expansão do projeto de leite será feita na Fazenda Santo Antônio onde no projeto final serão ordenhadas 2.152 vacas em sistemas muito intensivo em pastagens irrigadas e em “compost barn” (vacas no período de transição) para a produção de um volume diário de 51.000 litros”, destaca Adilson.

Os projetos das Fazendas São Francisco e Santo Antônio são gerenciados por Geraldo Donizete Marcantônio que está à frente do projeto por 26 anos, e pelo médico veterinário Thiago Nogueira Marcantônio (5 anos no projeto). O consultor Ernane Ferreira Campos, gerente de bovinos de leite da Rehagro orienta a gestão com o uso do software Ideagri e programa nutricional de suplementação.

Neste projeto o professor Adilson orienta o manejo da pastagem nas áreas de escolha das espécies forrageiras, estabelecimento da pastagem, manejo do pastejo, correção e adubação do solo, controle de plantas infestantes e insetos pragas etc. Também orientou a implantação da infraestrutura de piquetes, bebedouros etc., e fez a análise de viabilidade técnica e econômica do novo projeto que está sendo implantado na Fazenda Santo Antônio.

Deixe uma resposta