fbpx

Notícias

Professor da Fazu orienta projetos do Grupo Canto Porto e da Frec Agropecuária

//
Comentário0
/
Categorias

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, trabalhou nos dias 05, 06 e 07 de fevereiro no estado de São Paulo, nos municípios de Mogi Guaçu e Mogi Mirim. O objetivo foi orientar projetos do Grupo Canto Porto e da Frec Agropecuária.

Fazendas São Francisco e Santo Antônio – Canto Porto

Nos dias 05 e 06 de fevereiro, o professor Adilson Aguiar retornou às Fazendas São Francisco e Santo Antônio, em Mogi Mirim, estado de São Paulo, para dar andamento no programa de consultoria técnica/econômica nos projetos destas duas propriedades. Este foi o primeiro trabalho nestes projetos no ano de 2020.

As Fazendas São Francisco e Santo Antônio são de propriedade do senhor Antônio Carlos Canto Porto Filho que administra em conjunto com dois dos seus filhos. Nas Fazendas São Francisco e Santo Antônio são desenvolvidas várias atividades, tais como produção de leite com vacas Gir e Girolando, o programa de transferência de embriões, de FIV, destas raças, e o projeto do núcleo de seleção de equinos da raça Crioulo, e a In Vitro Clone, entre outras.

“A Fazenda Santo Antônio fechou o mês de dezembro de 2019 com produção média de 17.532 litros/dia com 757 vacas com produtividade média por vaca de 23.1 litros/dia, suplementadas com silagens e concentrados. Em janeiro de 2019 a produção diária foi de 9.380 litros. Assim o crescimento no volume diário de leite em 2019 foi de 87%”, afirma Adilson.

Na Fazenda Santo Antônio as vacas estavam em pastagens de capim-tifton 85 irrigadas por pivô central com taxa de lotação de 10.4 cabeças/ha e 12.8 UA/ha e em sistema “compost barn”, enquanto na Fazenda São Francisco bezerras e novilhas Girolando e Gir, e vacas doadoras Gir, estavam em pastagens de capim-tifton 85 também irrigadas, mas por aspersão em malha, com taxa de lotação de 17.6 cabeças/ha e 10.2 UA/há.

Na Fazenda Santo Antônio, em sistema de “compost barn” a produtividade média das vacas estava acima de 29 litros/vaca/dia e em sistema em pasto 20 litros/vaca/dia. No projeto de seleção de equinos da raça Crioulo, na Cabanha Canto Porto, tinha um rebanho de 83 animais em pastagem de capim-tifton 85 não irrigada com taxa de lotação média de 2,78 UA/ha.

“A expansão do projeto de leite será feita na Fazenda Santo Antônio onde no projeto final serão ordenhadas 2.152 vacas em sistemas muito intensivo em pastagens irrigadas e em “compost barn” (vacas no período de transição) para a produção de um volume diário de 51.000 litros”, destaca Aguiar.

Os projetos das Fazendas São Francisco e Santo Antônio são gerenciados por Geraldo Donizete Marcantônio que está à frente do projeto por 26 anos, e pelo médico veterinário Thiago Nogueira Marcantônio (5 anos no projeto). O consultor Ernane Ferreira Campos, gerente de bovinos de leite da Rehagro, orienta a gestão com o uso do software Ideagri e programa nutricional de suplementação.

Neste projeto, Adilson orienta o manejo da pastagem nas áreas de escolha das espécies forrageiras, estabelecimento da pastagem, manejo do pastejo, correção e adubação do solo, controle de plantas infestantes e insetos pragas etc. Também orientou a implantação da infraestrutura de piquetes, bebedouros etc., e fez a análise de viabilidade técnica e econômica do novo projeto que está sendo implantado na Fazenda Santo Antônio.

Fazenda Paineiras – Frec Agropecuária

O professor Adilson Aguiar trabalhou no dia 07 de fevereiro no estado de São Paulo, no município de Mogi Guaçu, na Fazenda Paineiras, da Frec Agropecuária. O objetivo foi executar a terceira etapa do programa de consultoria que a Consupec oferece para seus clientes, que é a etapa de acompanhamento da execução do planejamento.

No dia 09 de novembro de 2020, o professor Adilson Aguiar realizou a primeira etapa do programa que é a etapa de inventário de recursos quando foram levantados dados e informações do clima, dos solos, da infraestrutura da propriedade, do rebanho, das pastagens, dos insumos, dos recursos financeiros, dos integrantes da equipe de trabalhadores, da logística, do mercado local, as dúvidas, objetivos e metas do proprietário.

No dia 20 de dezembro de 2020, o professor Adilson Aguiar realizou a segunda etapa do programa, que é a etapa de apresentação de diagnóstico da situação atual e da situação potencial de um projeto e um planejamento para que os objetivos e as metas sejam alcançadas no curto, médio e longo prazo. Até o professor Adilson apresentar o diagnóstico, a atividade desenvolvida na Fazenda Paineiras era a de ciclo completo para a produção de carne de qualidade de animais Wagyu e cruzados Wangus.

“A partir da apresentação do diagnóstico decidiu-se por dar início a um projeto de recria e engorda, ainda com foco em produção de carne de qualidade para um mercado gourmet, mas não produzindo os próprios animais e sim os repondo no mercado. Por ocasião da apresentação do diagnóstico, foi proposto um planejamento para que os objetivos e metas sejam alcançados e propôs um programa de acompanhamento”, comenta Aguiar.

Neste projeto, o professor Adilson Aguiar está orientando todo o manejo da pastagem, supervisionando o programa de suplementação animal em pasto, dando suporte nos critérios de compra de animais para reposição.

Deixe uma resposta