Notícias

Professor da Fazu orienta projetos de pecuária leiteira e corte e grava cursos e palestras

//
Comentário0
/
Categorias

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, trabalhou entre os dias 23 e 26 de junho em fazendas de produção de novilhas leiteiras, de melhoramento genético da raça Nelore e gravou palestra e cursos. O zootecnista Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, e egresso da Fazu, acompanhou o professor Adilson nestes trabalhos.

Fazenda Canoas

No dia 23 de junho de 2020, o professor Adilson Aguiar e seu colega Lucas Castro trabalharam na Fazenda Canoas, em Luz, onde o senhor Geraldo Pinto Fiuza e sua esposa Dona Amélia Lino Araujo, e dois de seus filhos, a Médica Veterinária Tânia Fiuza, e o Engenheiro Agrônomo Márcio Fiuza, selecionam Gir Leiteiro e produzem animais ½ sangue Girolando desde a década de setenta. Estes animais são vendidos para todo o país. Desde 2017, a Fazenda Canoas integra um programa de exportação de animais Girolando da Associação de Criadores desta raça.

Atualmente, a Canoas tem um rebanho constituído por 1.158 fêmeas da raça Gir em reprodução e faz uso de todas as tecnologias de reprodução atualmente existentes para a expansão do rebanho com animais de alto mérito genético. O rebanho total atual varia entre 2.000 a 2.200 cabeças em uma área de 749 hectares úteis, com taxa de lotação entre 2,6 a 2,9 cabeças/ha e 2,0 a 2,15 UA/ha. O professor Adilson está acompanhando este projeto desde o início de 2014, com duas visitas por ano.

O mais interessante nesta família é que todos residem na fazenda, o que é raro no Brasil, mas é o comum em países desenvolvidos (EUA, Canadá, Europa, Nova Zelândia, Austrália etc.). Esta visita teve como objetivo a avaliação dos resultados alcançados na safra 2019/2020 e o planejamento da safra 2020/2021: plantios de novas pastagens e de sorgo ou de milheto para a produção de silagem; produção e uso de silagens dos capins Mombaça, Napier, Sorgo e Milheto; o programa de correção e adubação de solo para intensificação da produtividade de pastagens já implantadas, o programa de controle de plantas infestantes e de pragas e o planejamento alimentar para o período seco de 2020.

Balde Cheio Luz

No dia 24 de junho de 2020, o professor Adilson Aguiar, a convite de Guilherme Resende de Oliveira, diretor de negócios do SICOOB CrediLuz, e de Washington Fiuza Paulinelli, presidente do Conselho de Administração do SICOOB CrediLuz, trabalhou na cidade de Luz, estado de Minas Gerais.

O objetivo da visita foi gravar uma palestra para a Cursos e Palestras Balde Cheio. O título da palestra é “Erros mais comuns cometidos no manejo da pastagem” e três vídeos dos cursos sobre “Manejo do pastejo”, “Como calcular a taxa de lotação e a capacidade de suporte da pastagem” e “Correção e adubação do solo da pastagem”.

A plataforma Balde Cheio Luz proporciona ao produtor e extensionista adquirir mais conhecimentos sobre as melhores tecnologias na produção de leite. Os cursos levam informações básicas e necessárias ao produtor, de forma simples e objetiva. A plataforma ainda oferece aos interessados o dimensionamento de piquetes, mediante envio de arquivos de GPS e fotos da área para serem confeccionados projetos de pastejo rotacionado.

 

Fazenda Centenária

No dia 25 de junho, o trabalho foi na Fazenda Centenária, em Cedro do Abaeté (MG), propriedade da família de Luís Augusto Dumont, gestor deste projeto. A Centenária é uma propriedade de bovinos de corte que desenvolve o ciclo completo: cria, recria e engorda, de animais da raça Nelore e que vem adotando todas as tecnologias disponíveis para a intensificação da pecuária (estabelecimento de novas pastagens, controle de plantas infestantes e de insetos pragas, correção e adubação do solo, pastoreio rotacionado; calendário sanitário; suplementação programada; programa de melhoramento genético; IATF, etc.).

O professor Adilson acompanha este projeto desde junho de 2007, com duas visitas por ano. Nesta visita, específica, o professor Adilson foi avaliar os plantios de pastagens, o programa de correção e adubação de solo para intensificação da produtividade de pastagens já implantadas, como também os programas de controle de plantas invasoras e de cigarrinhas-das-pastagens, da safra 2019/2020. Esta visita também teve como objetivo o planejamento da safra 2020/2021.

 

Deixe uma resposta