fbpx

Notícias

Professor da Fazu orienta projetos com reconhecidos programas de melhoramento genético de bovinos

//
Comentário0
/

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, seguindo todas orientações dos órgãos de saúde, trabalhou nos dias 27, 28 e 29 de maio em propriedades de gado de corte, com importantes programas de melhoramento genético, nos estados do Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Marca CS

O professor Adilson Aguiar e seu colega Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, trabalharam nos dias 28 e 29 de maio nas propriedades do Núcleo de Pecuária de Corte do Grupo da marca CS, que tem sua sede na cidade de Três Lagoas, estado do Mato Grosso do Sul. Este foi o primeiro trabalho de 2020 para o Grupo CS.

A marca CS pertence ao criador e pecuarista Senhor Claudio Garcia de Souza, conhecido carinhosamente pelos amigos por Claudio Totó. O senhor Claudio Garcia seleciona a raça Nelore há 59 anos e a raça Guzerá há mais de duas décadas. Os rebanhos das raças Nelore e Guzerá, da marca CS, são registrados na Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e participam dos programas de melhoramento genético da ABCZ, o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Programa Embrapa de Melhoramento Genético de Bovinos de Corte (Geneplus).

Dois dos filhos do Senhor Claudio Garcia são egressos do curso de Zootecnia da Fazu, os Zootecnistas Leda Garcia de Souza e Marco Garcia de Souza, que junto com o engenheiro agrônomo Fernando Garcia de Souza, egresso da Universidade Federal de Viçosa (UFV), já assumiram praticamente todo o negócio de pecuária da marca CS.

O objetivo principal desta etapa de trabalho foi avaliar os indicadores técnicos e econômicos das propriedades do Núcleo de Pecuária de Corte da safra 2019/2020 e compará-los com os da safra 2018/2019. Neste projeto, o professor Adilson Aguiar orienta as áreas técnica (manejo de pastagens, suplementação do rebanho etc.) e econômica (análise de resultado econômico, cálculo de índices etc.).

Fazenda Terras Novas

Nos dias 27 e 28 de maio, o professor Adilson Aguiar e seu colega Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, trabalharam pela primeira vez em 2020 na Fazenda Terras Novas, para a qual presta consultoria técnica desde 2001.

Esta propriedade está localizada no distrito de Engenheiro Taveira, município de Araçatuba (SP), e é uma referência de integração de atividades. Parte da área útil da propriedade é arrendada para o cultivo de cana-de-açúcar (56% da área útil); parte é cultivada com seringueira (17% da área útil) para a produção de látex, e parte da área é explorada com pecuária (27% da área útil), desenvolvendo um programa de melhoramento genético da raça nelore. E é nesta última área que o professor Adilson atua orientando o programa de manejo da pastagem: coleta de forragem para cálculo da sua disponibilidade, acumulo, capacidade de suporte; correção e adubação do solo; controle de plantas infestantes e de insetos pragas.

De acordo com o professor Adilson, o programa de correção e adubação dos solos das pastagens entra com a estratégia de correção de 25% da área útil de pastagens da fazenda e adubações anuais de manutenção. O segundo ano de execução contribuiu significativamente no planejamento alimentar do rebanho frente ao desafio climático dos anos 2018 e 2019, cujo acúmulo de chuvas ficou 251 e 438 mm, respectivamente abaixo da média histórica. E de outubro de 2019 até abril de 2020 ficou 127 mm abaixo da média histórica. Já é o terceiro ano seguido de chuvas abaixo da média histórica, acompanhada desde 1992.

“Os índices de produtividade do rebanho da Fazenda Terras Novas são referências, tais como: taxa de prenhes média 85%; pesos médios à desmama de 2020 de machos, 280 kg e de fêmeas 246 kg; 70% de prenhes de fêmeas superprecoces, com idade entre 12 e 14 meses”, afirma o professor Adilson.

Deixe uma resposta