fbpx

Notícias

Professor da Fazu orienta projeto com um rebanho total em ciclo completo de 25 mil bovinos

//
Comentário0
/

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, trabalhou no estado do Pará, no município de Goianésia do Pará (402 km ao sul de Belém, capital do estado), na Fazenda Califórnia, de propriedade do Grupo 2MS, que ainda têm mais fazendas neste estado e nos estados do Mato Grosso e da Bahia, com um rebanho total em ciclo completo de mais de 25.000 bovinos.

O primeiro trabalho do professor Adilson Aguiar nesta empresa foi entre os dias 31/01 e 03/02 de 2018 quando ele fez o inventário de recursos e emitiu um diagnóstico da situação atual e da potencial do projeto específico da Fazenda Califórnia. O primeiro trabalho de rotina foi entre os dias 27 e 29 de junho, de 2018, o segundo entre 03 e 06 de abril de 2019, o terceiro entre 31 de julho e 03 de agosto de 2019, e agora foi o quarto trabalho de rotina.

“As propriedades do estado do Pará são gerenciadas pelo engenheiro agrônomo Luis Otato Neto e administrada por um dos 3 irmãos do Grupo 2MS. A área total desta propriedade compreende 3.344 ha, sendo destes 1.875 úteis. O rebanho no dia deste meu último trabalho compreendia 3.662 bovinos com taxa de lotação média de 1,95 cabeças/ha e 1,37 UA/ha”, destaca Aguiar.

A meta para a próxima estação chuvosa é chegar em 1.58 UA/ha por meio da adoção das tecnológicas de suplementação concentrada (semi-confinamento e TIP: terminação intensiva em pasto) e correção e adubação do solo. Por isso é que o professor Adilson foi contratado. O professor tem orientado a escolha de espécies forrageiras, o estabelecimento de novas pastagens, a modulação das pastagens, o manejo do pastejo, o manejo e controle de plantas infestantes e de pragas, a correção e adubação dos solos, a suplementação do rebanho e a gestão do fluxo de caixa e do resultado econômico.

“Da área útil de pastagens, 14,7% será intensificada na estação chuvosa 2019/2020 com meta de taxa de lotação de 4 UA/ha. No médio prazo a meta será alcançar 3 cabeças/ha e 2.1 UA/ha em toda a propriedade”, finaliza Adilson.

Deixe uma resposta