fbpx

Notícias

Professor da Fazu ministra palestra no SIMFOR da UFV e orienta projetos de produção de carne e leite em fazendas no estado de Minas Gerais

//
Comentário0
/

Seguindo sua programação de atividades, o professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, visitou nos dias 18 e 22 de junho fazendas de produção de carne e leite e ministrou palestra em um simpósio, em Minas Gerais.

SIMFOR

O professor Adilson Aguiar participou, nos dias 20 e 21 de junho, do IX Simpósio sobre Manejo Estratégico da Pastagem (SIMFOR) e do VI Simpósio Internacional sobre Produção Animal em Pastejo, realizado em Viçosa (MG). O SIMFOR é realizado pelo Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa.

O professor Adilson ministrou a palestra “Eficiência Econômica da Adubação da Pastagem” e participou de uma mesa de debate ao final da sua apresentação. Mais de 180 pessoas de várias regiões e estados do país participaram do evento. Três egressos da Zootecnia da Fazu participaram do IX SIMFOR com o professor Adilson, os zootecnistas Juliano Alves Almeida, gerente de produção da Fazenda Leite Verde, dona das marcas Leitíssimo e Delicari, em Jaborandi, Bahia, Lucas Castro Silva, diretor e consultor da Lancer Consultoria e Bruna Scalia, mestre em Forragicultura pela USP de Pirassununga (SP).

O SIMFOR vem sendo realizado desde 2002, completando em 2019 sua IX edição, abrangendo as diversas áreas diretamente relacionadas à produção, manejo e conservação de plantas forrageiras. Concomitantemente com o SIMFOR é realizado o Simpósio Internacional sobre Produção Animal em Pastejo, cuja primeira edição foi em 1997.

Realizado a cada dois anos, o SIMFOR tem obtido grande êxito e superado as expectativas, tornando-se parte do programa de atividades do Departamento de Zootecnia da UFV, constituindo-se atualmente em um evento de referência dentro da área de pastagens no nosso país. O evento reúne professores, profissionais de Instituições de Pesquisa e Extensão, estudantes e produtores oriundos de diversas regiões do Brasil.

Fazenda Canoas

O professor Adilson Aguiar, e os seus colegas zootecnistas, egressos da Fazu, Bruna Scalia, e Lucas Castro, trabalharam no dia 19 de junho na Fazenda Canoas, em Luz (MG), onde o senhor Geraldo Pinto Fiuza e sua esposa Dona Amélia Lino Araujo, e dois de seus filhos, a Médica Veterinária Tânia Fiuza, e o Engenheiro Agrônomo Márcio Fiuza, selecionam Gir Leiteiro e produzem animais ½ sangue Girolando desde a década de 70. Estes animais são vendidos para todo o país e, a partir de 2017, a Fazenda Canoas vem fazendo parte de um programa de exportação de animais Girolando da Associação de Criadores desta raça.

“Atualmente, a Canoas tem um rebanho constituído por 1.200 fêmeas da raça Gir em reprodução e faz uso de todas tecnologias de reprodução existentes para a expansão do rebanho com animais de alto mérito genético. O rebanho total atual varia entre 2.000 a 2.200 cabeças em uma área de 749 hectares úteis, com taxa de lotação entre 2,6 a 2,9 cabeças/ha e 2,0 a 2,15 UA/h”, destaca Aguiar.

O professor Adilson está acompanhando este projeto desde fevereiro de 2014 com duas visitas por ano. O mais interessante nesta família é que todos residem na fazenda, o que é raro no Brasil, mas é o comum em países desenvolvidos (EUA, Canadá, Europa, Nova Zelândia, Austrália etc). Esta visita teve como objetivo a avaliação dos resultados alcançados na safra 2018/2019 e o planejamento da safra 2019/2020: plantios de novas pastagens e de sorgo para a produção de silagem; produção de silagem dos capins Mombaça, Napier e Sorgo; o programa de correção e adubação de solo para intensificação da produtividade de pastagens já implantadas, o programa de controle de plantas infestantes e de pragas e o planejamento alimentar para o período seco de 2019.

Fazenda Centenária

No dia 18 de junho o trabalho foi na Fazenda Centenária, em Cedro do Abaeté (MG), propriedade da família de Luis Augusto Dumont, gestor deste projeto. A Centenária é uma propriedade de bovinos de corte que desenvolve o ciclo completo: cria, recria e engorda, de animais da raça Nelore e que vem adotando todas as tecnologias disponíveis para a intensificação da pecuária (estabelecimento de novas pastagens, controle de plantas infestantes e de insetos pragas, correção e adubação do solo, pastoreio rotacionado; calendário sanitário; suplementação programada; programa de melhoramento genético; IATF, etc.).

O professor Adilson Aguiar acompanha este projeto desde junho de 2007 com duas visitas por ano. Nesta visita específica o professor Adilson foi avaliar os plantios de pastagens, o programa de correção e adubação de solo para intensificação da produtividade de pastagens já implantadas, como também os programas de controle de plantas invasoras e de cigarrinhas-das-pastagens, da safra 2018/2019. Esta visita também teve como objetivo o planejamento da safra 2019/2020.

 

Deixe uma resposta