fbpx

Notícias

Professor da Fazu ministra palestra e desenvolve projetos no Estado do Maranhão

//
Comentário0
/
Categorias,

O professor da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), Adilson de Paula Almeida Aguiar, visitou nos dias 25, 26 e 27 de maio, o Estado do Maranhão para ministrar palestra e levar conhecimento técnico a fazendas.

O professor Adilson ministrou a palestra “Sistemas de semiconfinamento e confinamento para a engorda de bovinos”, a convite do Sindicato Rural de Imperatriz, por meio de um dos diretores, o engenheiro agrônomo Luciano Honório, egresso da Fazu e proprietário da Fazenda São João. “A palestra foi realizada no dia 25 de maio na sede do Sindicato Rural. Aconteceu de 20h até as 22h30 para um público composto principalmente por pecuaristas, mas também por consultores, professores, estudantes, técnicos de empresas de insumos agropecuários e representantes do Frigorifico FRIBAL”, conta.

No dia 26 de maio, o professor Adilson Aguiar visitou duas propriedades no município de Campestre, da família Honório, a Fazenda São João de Luciano Honório, e a Fazenda 4 Lagoas do seu pai, Roberto Honório. “Suas fazendas são as melhores referencias de eficiência na pecuária de corte do Estado e eles dois são considerados como pecuaristas referências. Na Fazenda São João, do Luciano Honório, foram confinados em 2015 um total de 8.400 bovinos, e em 2016 o projeto de confinamento está sendo expandido para confinar 20.000 bovinos e será o maior do Estado do Maranhão. A taxa de crescimento deste projeto tem sido expressiva se considerarmos que em 2011 foram confinados apenas 540 animais. A área total da propriedade mede 4.075 hectares, mas apenas 2.500 são úteis”.

Segundo o professor, no mesmo dia, visitou com Luciano Honório,a fazenda do pai dele, o Senhor Roberto Honório, a Fazenda 4 Lagoas, com área útil de 2.904 hectares onde foram terminados em 2015 um total de 6.000 animais, sendo destes 4.000 em confinamento. O Senhor Roberto Honório tem sido pioneiro na adoção de tecnologias de intensificação na pecuária no Estado do Maranhão, o primeiro a irrigar pastagem para a produção de carne, um dos primeiros a confinar, entre outras tecnologias. “O mais interessante é que o Senhor Roberto e sua esposa moram na propriedade e atua no dia a dia da fazenda, o que é raro no Brasil, principalmente entre os médios e grandes pecuaristas”, afirma Adilson.

Deixe uma resposta