fbpx

Notícias

Professor da Fazu grava aulas de pós-graduação em Minas Gerais e Ceará e acompanha projetos nos estados do Goiás e Mato Grosso do Sul

//
Comentário0
/

O professor Adilson de Paula Almeida Aguiar nos dias 15 a 25 de janeiro de 2019, durante as férias escolares na Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), gravou e ministrou aulas em cursos de pós-graduação nos estados de Minas Gerais e Ceará e acompanhou projetos nos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

Rehagro – Minas Gerais

Nos dias 15 e 16 de janeiro uma equipe de produção contratada pela Rehagro esteve na Fazu para gravar com o professor Adilson Aguiar aulas teóricas e práticas da disciplina Manejo e Controle de Plantas Infestantes de Pastagem. Nos dias 05 e 06 de setembro de 2018 foram gravadas aulas teóricas das disciplinas Escolha de Espécie Forrageira, Estabelecimento da Pastagem, Controle de Pragas da Pastagem, Irrigação da Pastagem e Planejamento Alimentar em Sistemas de Pastejo, e nos dias 15 e 16 de janeiro de 2019 foram gravadas as aulas práticas destas disciplinas. As aulas são para o curso online de Pós-graduação em Produção e Manejo de Pastagens na Pecuária de Corte promovido pela Rehagro. Este curso é coordenado pelo professor Felipe Amadeu, que acompanhou a equipe de gravação e forneceu todo o suporte para o professor Adilson Aguiar.

O professor Adilson Aguiar ministra aulas nos cursos de pós-graduação semipresenciais de Pecuária de Corte e de Pecuária Leiteira, e no curso online de Pecuária de Corte, todos do Rehagro, há mais de 10 anos, e também já ministrou aulas nos cursos de pós-graduação de Nutrição de Bovinos de Corte e Nutrição de Bovinos de Leite, e no curso de atualização de Ovinos de Corte.

Agropecuária Guaicá

Nos dias 17 e 18 de janeiro o professor Adilson Aguiar e seu colega zootecnista Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, trabalharam na Agropecuária Guaicá, localizada no município de Caçu, estado de Goiás. O professor Adilson acompanhou este projeto entre 1998 e 2004 com duas visitas de rotina anualmente. Depois, por mudanças estruturais internas, o programa de consultoria foi interrompido, mas foi retomado em setembro de 2017.

“A Agropecuária Guaicá possui quatro propriedades na região sudoeste do estado de Goiás, duas são de cria, e duas são de recria e engorda. As fazendas Guaicá e São Luiz desenvolvem a fase de cria, para cruzamento industrial entre Angus e Nelore e para melhoramento genético pelo programa Qualitas, enquanto as Fazendas Alvorada e Santa Tereza desenvolvem as fases de recria e engorda. A Agropecuária possui uma área total de 3.693 hectares (ha) e destes 2.764 são úteis explorados totalmente com pastagens, nas quais atualmente pastejam 4.496 animais em uma taxa de lotação de 1,25 UA/ha”, afirma o professor.

Neste projeto, Adilson Aguiar orienta: a) a escolha de espécies forrageiras; b) os procedimentos para o plantio de pastagens; c) seu manejo em geral, mas principalmente como foco na correção e adubação do solo para a intensificação do sistema para as fases de recria/engorda. Além destas orientações, o professor Adilson faz as viabilidades técnicas e econômicas das tecnologias para a decisão de sua adoção.

Grupo Valim

Nos dias 18 e 19 de janeiro o professor Adilson Aguiar viajou com seus colegas Juliano Ricardo Resende, da Resende Consultoria, e Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, empresas parceiras da Consupec, empresa particular de consultoria do professor Adilson, ambos egressos do curso de Zootecnia da Fazu. Juliano Resende é professor nos cursos de graduação, Agronomia e Zootecnia, e de pós-graduação, Manejo da Pastagem e Nutrição e Alimentação de Ruminantes, da Fazu. Lucas também é professor nos cursos de pós-graduação em Manejo da Pastagem e Nutrição e Alimentação de Ruminantes, também na Fazu.

De acordo com Adilson, eles trabalharam no estado de Goiás, nos municípios de Montividiu e Parauna no projeto de pecuária do Grupo Valim. Este grupo é uma empresa familiar dos irmãos Senhores José Luiz Valim (engenheiro agrônomo pela UFV, Viçosa) e Geraldo de Oliveira Valim, que exploram uma área útil de 22.000 ha em sete propriedades localizadas nos Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso. Na safra, 2017:2018, foram cultivados 10.700 hectares de soja, 5.770 ha de milho, 1.400 ha de algodão, 950 ha para sorgo grão, 400 ha para sorgo silagem, 205 ha de laranja, 265 ha de café.

“Na pecuária atualmente são explorados 5.478 ha com um rebanho de 30.000 animais, com taxa de lotação de 5,47 cabeças/ha na fase de recria. A terminação é toda feita em confinamento com abate de animais com peso de carcaça acima de 20 arrobas. Praticamente 85% de toda a alimentação para este rebanho é produzida nas propriedades: pastagens, silagens e grãos”, afirma Aguiar.

O Grupo Valim emprega diretamente mais de 300 funcionários. O professor Adilson foi contratado pela parceria entre o Grupo Valim e a empresa de nutrição animal de Goianira, GO, a Integral Nutrição Animal, atualmente Cargill, em 2015, a convite do diretor técnico desta empresa Luiz Henrique Carrijo, para orientar a expansão do projeto de pecuária do Grupo Valim e, na ocasião, o professor Adilson convidou o colega professor Juliano Resende para ser o consultor deste projeto enquanto o professor Adilson assumiu a responsabilidade de ser o supervisor. Desde 2013 o professor Adilson vinha conversando sobre este projeto com o engenheiro agrônomo Luis Augusto Rosa Valim, filho do senhor José Luiz Valim, e que participa diretamente da operação da empresa.

O professor Juliano já fez mais de 10 visitas desde novembro de 2015 quando foi inventariar os recursos da pecuária do grupo com base no qual foi emitido um diagnóstico e uma proposta de projeto. Desde então vieram as visitas de rotina para o acompanhamento da execução do projeto. O professor Adilson já realizou três visitas em três anos, sempre acompanhadas pelo colega professor Juliano.

Nesta visita os trabalhos se concentraram na Fazenda São Geraldo com os objetivos de analisar o fechamento dos indicadores da safra 2017/2018, planejar a próxima safra 2018/2019 e responder às dúvidas da equipe de pecuária do grupo.

A Fazenda São Geraldo é a mais intensiva do grupo e na última safra apenas 952 ha de pastagens suportaram 11.527 animais, com uma taxa de lotação de 11,77 animais por hectare e em unidades animais ficou na média em 7,83 UA/ha alcançando uma produtividade de 46,23 arrobas/ha apenas no período chuvoso, e 54,32 @/ha em 365 dias. Quando os professores Adilson e Juliano começaram a trabalhar neste projeto os indicadores foram os seguintes: 5.948 cabeças; 8,33 cabeças/ha; 5,12 UA/ha; 26,39 @/ha no período chuvoso e 32,5 @/ha/ano.

Com estes índices a Fazenda São Geraldo é uma das mais intensivas de pecuária de corte em pasto do Brasil e do Mundo. O projeto de pecuária é gerenciado por Carlos Borges e o de agricultura por Rodrigo Ribeiro que dá todo o suporte para a produção de silagens e grãos e as pastagens de inverno com integração com a agricultura. O programa de nutrição animal está sob a orientação da Cargill, com visitas mensais, do Zootecnista Helbert Santana.

Marca CS

Nos dias 21 e 22 de janeiro o professor Adilson Aguiar e seu colega Lucas Castro Silva, da Lancer Consultoria, trabalharam em propriedades dos Núcleos PO (Puro de Origem) e de Corte do Grupo da marca CS, que tem sua sede na cidade de Três Lagoas, estado do Mato Grosso do Sul.

A marca CS pertence ao criador e pecuarista Senhor Claudio Garcia de Souza, conhecido carinhosamente pelos amigos por Claudio Totó. O senhor Claudio Garcia seleciona a raça Nelore há 58 anos e a raça Guzerá há mais de duas décadas. Os rebanhos das raças Nelore e Guzerá, da marca CS, são registrados na Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e participam dos programas de melhoramento genético da ABCZ, o PMGZ (Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos), e da EMBRAPA, o Programa Embrapa de Melhoramento Genético de Bovinos de Corte (Geneplus).

“Dois dos filhos do Senhor Claudio Garcia são egressos do curso de Zootecnia da Fazu, os zootecnistas Leda Garcia de Souza e Marco Garcia de Souza, que junto com o engenheiro agrônomo Fernando Garcia de Souza, egresso da Universidade Federal de Viçosa, já assumiram praticamente todo o negócio de pecuária da marca CS.

“Os trabalhos foram realizados nas Fazendas Jaó, Jaó Nova, Restinga e Três Lagoas, que compõem o Núcleo PO para o melhoramento genético das raças Guzerá e Nelore, (gerenciadas pela Zootecnista Leda Garcia e pelo Engenheiro Agrônomo Fernando Garcia) e nas Fazendas Colina e Matão, que compõem juntamente com a Fazenda Sertão, que não foi visitada nesta viagem, o núcleo de pecuária de corte, gerenciado pelo Zootecnista Marco Garcia.

Nestes projetos o professor Adilson Aguiar orienta as áreas técnica (manejo de pastagens) e econômica (análise de resultado econômico, cálculo de índices, etc).

Rehagro – Ceará

Nos dias 24 e 25 de janeiro o professor Adilson Aguiar esteve na cidade de Fortaleza, estado do Ceará, para ministrar aulas no curso de pós-graduação em nível de especialização em Pecuária Leiteira promovido pela empresa Rehagro, de Belo Horizonte, Minas Gerais, e, coordenado pelo Mestre e Doutorando Ricardo Peixoto.

O professor Adilson Aguiar é responsável pelo modulo 12 que trata de Manejo da Pastagem. “Estão participando deste curso mais de 23 alunos dos estados do Ceará e Paraíba que trabalham em cooperativas de laticínios, gerenciando ou prestando assistência técnica em fazendas leiteiras, e alguns são produtores”, comenta.

O professor Adilson Aguiar ministra aulas nos cursos de pós-graduação promovidos pelo Rehagro há mais de 10 anos. Além do curso de Pecuária Leiteira, o professor Adilson Aguiar ministra aulas nos cursos de Pecuária de Corte, presencial e online, no de Pecuária de Corte em Pasto, online, e já ministrou aulas nos cursos de Nutrição de Bovinos de Corte, Nutrição de Bovinos de Leite e Ovinos de Corte.

 

Deixe uma resposta