fbpx

Notícias

PNAT 2018: Fazu recebe primeiros animais para teste de eficiência alimentar

//
Comentário0
/
Categorias,

Os primeiros animais inscritos no Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens (PNAT), edição de 2018, começaram a chegar hoje (23), na Fazenda Escola da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba). A 9ª edição do Programa contará 136 animais e acontecerá entre os meses de maio e agosto de 2018. Na divisão por raças são 105 exemplares de Nelore e Nelore Mocho, 16 de Tabapuã, 11 da raça Brahman e quatro touros Sindi.

O Teste de Desempenho e Eficiência Alimentar (TDEA), realizado pela Fazu, foi incluído na última edição do PNAT e tem como objetivo obter informações de consumo individual de alimento e de ganho de peso médio diário, com o auxílio de equipamentos eletrônicos, para cálculo do consumo alimentar residual.

“Após receber e avaliar o estado físico de todos animais na chegada do local da prova, distribuímos os touros nos currais e preparamos todos os trâmites para iniciar o período de adaptação e início do teste. No dia 9 de maio começa o período de adaptação, que terá duração de 28 dias. Ao fim desse prazo começa o teste efetivo, que seguirá por 63 dias”, informa o técnico da ABCZ, Rafael Resende.

Para a avaliação, os animais serão agrupados em quatro classes de idade, tendo como referência a data base de 15 de agosto de 2018. Ao fim da prova, os animais classificados como superiores e com exame andrológico aprovado, poderão participar da ExpoGenética 2018.

Passarão para a fase seguinte somente os touros que apresentarem índice final no Teste de Desempenho e Eficiência Alimentar superior à média de sua classe. Será utilizado o seguinte índice dentro de cada classe:

40% iCAR + 40% iGPD + 15% iAOL + 5% iAcabamento, onde:

iCAR = índice do Consumo Alimentar Residual.

iGPD = índice do ganho de peso diário.

iAOL = índice de área de olho de lombo.

iACAB = índice de acabamento, composto por 35% do iEG + 65 % do iEGP8, sendo iEG o índice de espessura de gordura entre a 12ª e 13ª costela e iEGP8 o índice de espessura de gordura na picanha.

Deixe uma resposta