fbpx

Notícias

Participantes do 1º Workshop sobre Tecnologias Aplicadas na Agricultura visitam uma das lavouras de cana-de-açúcar mais produtivas do Brasil

//
Comentário0
/
Categorias, ,

Sucesso de público, os participantes do 1º Workshop sobre Tecnologias Aplicadas na Agricultura tiveram um dia intenso de atividades no campus da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba). O evento foi realizado na última quinta-feira (14), com início às 8h e finalizado às 22h40. Além das palestras com importantes profissionais, os participantes ainda visitaram a Fazenda Boa Esperança, que possui as áreas de cana-de-açúcar mais produtivas do Brasil. Localizada no município de Campo Florido (MG), a fazenda registra cerca de 16 toneladas de açúcar por hectare.

O evento foi organizado pelo Grupo de Pesquisa em Geotecnologias e Mecanização em Agricultura de Precisão (GMAP), sob orientação dos professores Francisc Henrique Silva e Matheus Oliveira Alves. O Workshop contou com o apoio do setor de Pesquisa, Extensão e Inovação, do Diretório Acadêmico da Agronomia, da Empresa Júnior da Fazu, ProFarmers, e da Fazenda Boa Esperança.

Palestras

A programação do evento abordou importantes avanços tecnológicos relacionados à Agricultura de Precisão. A abertura do evento aconteceu às 8h, com o mestre de cerimônias da Fazu, Sérgio Hillesheim, onde os participantes foram recebidos pelos organizadores do evento. Iniciando o quadro de palestras, o engenheiro agrônomo Gustavo Morlin, técnico em Mecânica Agrícola, e o Silas Maia, da Maqnelson/John Deere, abordam sobre a tecnologia embarcada em gerenciamento de frota agrícola e agricultura de precisão. Logo em seguida o professor Dr. Rouverson Pereira da Silva, da UNESP/Jaboticabal, abordou sobre a mecanização agrícola na era da agricultura digital. Já o doutorando Rafael Marcão Tavares, do Grupo Inquima, ministrou uma palestra sobre a redução de volumes de aplicação nas pulverizações agrícolas.

No período da noite, às 19h, seguiu o quadro de palestras. A primeira palestra da noite abordou sobre a agricultura digital na plataforma de decisão integrada Farmers Edge, com o Esp. Thiago Paula, da Farmers Edge. Em seguida o foi apresentado o plano diretor de geotecnologias, com o Esp. Alexandre Pereira, da IOTIC Consultoria e Tecnologias. Por fim, o professor Dr. Rodrigo Gallis, da UFU/Monte Carmelo, ministrou a última palestra do evento sobre o uso de drones na agricultura.

De acordo com o professor Francisc, um dos organizadores, o intuito do evento foi trazer discussões técnicas, com temas atuais em relação a era da agricultura digital. “O universo de tecnologias aplicadas na agricultura é bastante amplo, que foi o tema do workshop, mas conseguimos manter o foco da agricultura 4.0, que é a agricultura digital, tanto no quesito mecanização agrícola, quanto no quesito geotecnologias”, destaca o professor.

O professor ainda contou que o evento superou todas expectativas pelo fato do grande número de participantes e, também, por conseguir difundir o que foi abordado em um cenário nacional, pois haviam participantes de vários estados do Brasil e até mesmo de outros países.

Visita técnica

Após o almoço, às 13h30, foi realizada uma visita técnica para demonstrações tecnológicas na Fazenda Boa Esperança, em Campo Florido, com acadêmico do curso de Agronomia da Fazu, Ademir de Mello Júnior, que é um dos proprietários da Fazenda. A visita ainda contou com a participação do Sr. Ademir Ferreira de Mello, diretor-presidente da Fazenda Boa Esperança, e técnicos.  Sr. Ademir contou para os participantes que o sucesso de seu cultivo é decorrente de uma série de fatores, tais como o plantio de meiose, rotação de cultura com soja, tratamento biológico, e, claro, uma equipe poderosa. A Fazenda Boa Esperança gera mais 450 empregos diretos e outros tantos indiretos na região, além de ser fornecedora das usinas Coruripe, de Campo Florido (MG), e Santo Ângelo, de Pirajuba (MG).

O professor Matheus agradece a todos. “Em relação aos agradecimentos, não podemos deixar de mencionar os participantes, pesquisadores, profissionais, bem como a Fazu que possibilitou que o workshop acontecesse, aos apoiadores, principalmente à Fazenda Boa Esperança, e os patrocinadores: Café Imperial, Velbrax Agro, Agro Zap, Grão Direto, Klin Copy. De forma especial ao GMAP e a empresa júnior ProFarmers, que nos auxiliaram de forma brilhante em todos os momentos”, finaliza o professor.

Deixe uma resposta