fbpx

Notícias

Fazu promove encontro de pós-graduação e certifica profissionais do agronegócio

//
Comentário0
/
Categorias,

Aconteceu no último sábado (07/04), o 17º Workshop de apresentação de TCC’s da pós-graduação da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) em Manejo da Pastagem, Nutrição e Alimentação de Ruminantes e Melhoramento Genético de Bovinos de Corte. A faculdade, por sua tradição, garante uma especialização de qualidade, diferenciando o profissional no mercado de trabalho. O evento aconteceu na Cantina da Fazu e recebeu mais de 60 trabalhos.

O coordenador de pós-graduação da Fazu, Alexandre Lúcio Bizinoto, destaca a excelência do evento. “O workshop contou com ótimos trabalhos, evidenciando temas importantes ao agronegócio como medidas de redução de agentes causadores de impacto ambiental; impactos da eficiência alimentar nos sistemas de produção de bovinos; importância da genômica para os programas de melhoramento genético; uso de suplementos alimentares potencializadores do aproveitamento nutricional de ruminantes e sistemas produtivos aplicados a pequenos ruminantes como ovinos e caprinos”, afirma o professor.

Contribuíram na avaliação dos trabalhos os professores da Fazu: Camila Raymundo, Fernanda Basso, José Renato Araújo, Luan Odorizzi, Diego Fraga, Carlos Henrique Cavallari, Juliana Paschoal, Sérgio Hillesheim, Danielle Matarim, Evandro Rigo, Isabela Cavicchioli, Renata Trevisan e Amanda Quintal. Profissionais da área do agronegócio: Lauro Fraga, Luis Renato Tiveron, Edson Simielli Junior, Aryanna Sangiovani e Janaína Conte Hadlich.

Além da identificação das tendências e avanços na agropecuária em função da concretização do processo de defesa dos TCC’s da pós-gradução, surgiu a oportunidade de publicação dos trabalhos no Centro de Referência da Pecuária Brasileira – Zebu (zebu.org.br).

“O sucesso encontra-se associado ao esforço individual e, em equipe, consolida-se em qualidade e eficiência. Acredito no fortalecimento de nossa instituição graças ao nosso DNA no agronegócio e a cooperação da academia em projetos tão importantes como este”, ressalta Bizinoto.

Deixe uma resposta