fbpx

Notícias

Fazu promove 2º Curso de Extensão em Cultivo e Manutenção de Orquídeas

A Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) promove no sábado (26/08), de 8h às 12h, o 2º Curso de Extensão em Cultivo e Manutenção de Orquídeas, ministrado pelo professor MSc. Edson Komori. O objetivo é apresentar as principais espécies de orquídeas cultivadas na região, além de capacitar os participantes a cultivar e cuidar das flores. O curso é aberto a toda comunidade e o valor do investimento por pessoa é de 40 reais. O evento é promovido pelo curso de Agronomia e pelo setor de Pesquisa e Extensão da Fazu e acontece no Orquidário da Fazu, localizado na Avenida do Tutuna, 720, Bairro Tutunas, em Uberaba/MG. Clique aqui e inscreva-se!

De acordo com o professor Komori, o curso terá um momento teórico, que avaliará o grau de conhecimento dos participantes sobre orquídeas por meio de discussões e, posteriormente, serão apresentados os principais itens sobre o cultivo e manutenção, desde a botânica até os tratos fitossanitários. “Os participantes irão participar também de um momento prático, treinando o processo de produção de mudas por método vegetativo e verificando os principais cuidados na condução das espécies”, conta o professor.

No mundo há cerca de 50 mil espécies de orquídeas, 20 mil encontradas diretamente na natureza e outras 30 mil criadas em laboratório, a partir do cruzamento de espécies diferentes. O Brasil é um dos países mais ricos nesse tipo de planta. “Por aqui, deve haver perto de 3.500 espécies. E o número pode crescer com novas descobertas, principalmente na região amazônica. A profusão de cores que torna suas flores tão valorizadas é uma excelente estratégia de reprodução. Afinal, todo o colorido das pétalas é adaptado para chamar a atenção de beija-flores, abelhas e outros insetos que polinizam a planta”, comenta Komori.

Além de servirem como flores ornamentais, algumas espécies de orquídea são usadas na indústria como tempero – o que acontece com algumas espécies do gênero Vanilla, de onde se extrai a baunilha -, essências de perfume e até como remédios naturais – um líquido produzido a partir do caule da Cyrtopodium, por exemplo, serve como cicatrizante natural.

Deixe uma resposta