fbpx

Notícias

Fazu lança pós-graduação em Julgamento das Raças Zebuínas

Com a pecuária mudando rapidamente, surgem conceitos muito dinâmicos, visando o desenvolvimento do setor. Assim, as tomadas de decisões devem ser também rápidas e para isto faz-se necessário adquirir informações sobre novas tecnologias.

Pensando nisso, a Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) está oferecendo o curso de Pós-graduação “lato sensu” em Julgamento das Raças Zebuínas, que visa estimular a discussão dos biótipos dos animais, sempre focada no aumento da produtividade e tendo como referência os componentes genético e ambiental e a interação entre eles.
O modelo de seleção pautado em julgamento em pistas sempre foi uma constante na história do melhoramento genético animal e, atualmente, associado às tecnologias modernas, se mostra como um conjunto de critérios seletivos complementar e necessário, compondo juntamente com as avaliações genéticas, técnicas de ultrassonografia de carcaças, as biotecnologias reprodutivas, dentre outras, um pacote tecnológico que conduz à uma visão total do sistema produtivo.

O curso visa resgatar a competência humana, enquanto agente selecionador, valorizando-a quanto aos seus aspectos de perceber, mensurar e classificar características importantes para a produção de carne e leite de origem bovina, características estas que não são passíveis de mensuração por nenhum outro método que não seja a análise visual e sistemática dos animais.

A carga horária do curso é de 365 horas e as inscrições vão até o dia 07 de fevereiro de 2016. O curso adota metodologia de ensino a distância trabalhando com 08 módulos de um mesmo eixo temático e com um encontro presencial com duração de cinco dias. Durante o encontro presencial serão ministradas aulas teóricas e práticas, palestras, debates, visitas técnicas e avaliações. Para as atividades a distância utiliza-se a ferramenta Teleduc. O curso vai ter início em fevereiro de 2016. Para mais informações: luciana.teixeira@fazu.br. (34) 3318-4142 ou 0800 34 3033.

Deixe uma resposta