Cadernos de Pós-Graduação da FAZU, v. 2 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

FATORES INTERFERENTES NA FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL

J.L.U. DE SOUSA, R.A.B. MONTEIRO

Resumo


O etanol é um composto orgânico utilizado no Brasil como combustível automotivo, obtido através da fermentação do caldo da cana-de-açúcar, a partir de micro-organismos denominados levedura Saccharomyces cerevisiae. O etanol com o teor alcoólico desejado é obtido como produto final após a destilação do caldo fermentado. A qualidade e o rendimento do produto são dependentemente conseqüentes de uma série de etapas que devem ser seguidas desde a obtenção da matéria prima, e durante todo o processamento e armazenamento do produto obtido. A fermentação é a principal etapa e se destaca pela conversão do substrato açucarado em etanol e outros compostos desejados. Sendo assim, alguns fatores desta etapa devem ser controlados, como aeração (agitação), temperatura, pH, nutrientes, contaminação bacteriana, e a concentração de etanol no meio fermentescível, porque interferem diretamente na fermentação alcoólica. O objetivo deste trabalho foi estudar a influencia dos fatores interferentes e limitantes ao processo fermentativo para a produção de etanol. Esses fatores interferem diretamente no rendimento fermentativo e produtivo acarretando perdas durante o processamento. A aeração e a agitação devem ser realizadas no início da fermentação para uma melhor multiplicação das leveduras, sendo evitadas durante a fermentação, pois a presença de oxigênio pode propiciar a formação de acido acético. A temperatura deve ser controlada entre 25ºC à 30ºC. O pH deve estar em torno de 4,5 à 5,0 afim de evitar o desenvolvimento de bactérias indesejadas, e afetar o crescimento das leveduras. Os nutrientes são importantes porque influenciam o desenvolvimento das leveduras e em concentrações altas, podem inibir seu crescimento. A contaminação bacteriana provoca perda no rendimento prejudicando a fermentação e a qualidade do produto, provocando o aumento da acidez, que é a inversão da sacarose. A presença do etanol acima de 8ºGl pode inibir o crescimento da levedura pela sua desnaturação.


Texto Completo: PDF